header mobile

Apresentação

Votação deste artigo: 0 Votos

A Animar foi criada com o entusiasmo e o ativismo de vários cidadãos e cidadãs e organizações da sociedade civil que, com os seus corações, as suas ações e reflexões inspiraram indivíduos, organizações e políticas. Os seus antagonismos e conflitos contribuíram para a criação de outras organizações com relevo, e que se tornaram fundamentais na afirmação do desenvolvimento local em Portugal.

O desenvolvimento local é o modelo que aproxima as pessoas dos problemas locais e globais, discute na informalidade e na horizontalidade as soluções, contribui para o sentimento de igualdade, aquele que melhor acolhe a diversidade. É com a simplicidade das pessoas e a complexidade das organizações e territórios, que o desenvolvimento local se constrói em cada um dos “locais”.  O desenvolvimento local é o modelo holístico de educação para a cidadania e igualdade, através do sentido comum, do compromisso, da participação, da cooperação e da solidariedade empoderadora.

Acreditamos que o caminho está na mobilização e concertação da sociedade civil para a definição e construção de políticas públicas com o estado, acreditamos na diversidade de organizações sociais, de agentes e contextos de oportunidade, enquanto pilares de um desenvolvimento integrado, promotor da ética para o desenvolvimento local que tanto ambicionamos. A Animar é a “biodiversidade da sociedade civil”, a nossa consciência integral, o nosso ADN. Esta é a identidade que une as organizações e os indivíduos à rede Animar e, por esse motivo, é a organização que mais pontes pode criar, mais aprendizagens acolhe e maior contributo pode dar para o reforço da sociedade civil, com os valores que nos unem, escutando as diferenças e animando novos e velhos espaços de relação, sendo coerentes entre o discurso e ação.

A Animar é a REDE de sinergias do desenvolvimento local, unindo agentes de desenvolvimento e organizações na construção de uma estratégia desafiante, que se apresenta com as suas propostas, independentes e arrojadas, para o fortalecimento do desenvolvimento local, enquanto modelo estruturante de valorização dos territórios, das pessoas e de todos os seres vivos. Assim, reafirmar a Animar é promover a diversidade de agentes de desenvolvimento, de propostas, de organizações, de dinâmicas e contextos, que elevem as pessoas e as comunidades para o primeiro plano do modelo de desenvolvimento.

É com as pessoas que se faz o desenvolvimento, por isso, também é com os associados e associadas da Animar (mas também com os seus parceiros sociais e públicos) que deverá procurar a sustentabilidade da sua missão, não apenas centrada em si, mas como rede de sinergias estruturante de práticas e princípios defendidos por grande parte das organizações sociais.

A missão de trabalho que assumimos no triénio 2016 a 2019, apresenta-se numa direção dinâmica, que confia e acredita em si como um todo, que sente o interesse coletivo acima do individual, que defende propostas consolidadas na riqueza da diversidade, pretendendo assumir-se, com(o) uma “direção” de concertação para a pressão social e de intenções, defendendo o interesse das comunidades e dos territórios, através da participação dos seus membros e organizações representativos das organizações da economia social e solidária. Procurará, na inspiração da experiência e da visão de todos os agentes de desenvolvimento, na partilha da representação e da responsabilização, na reflexão coletiva e na construção de práticas estruturantes, REAFIRMAR A ANIMAR NOS SEUS VALORES, NAS SUAS PROPOSTAS, NA SUA ESTRATÉGIA, valorizando a diversidade e a convergência de esforços, acreditando que a Animar serve o interesse de toda a sociedade civil. A Animar do futuro constrói-se com o seu património, com as ações da sua rede e com a visão da sociedade que defende.

P’Direção da Animar
Marco Domingues

A Animar tem como:

MISSÃO
Valorizar, promover e reforçar o desenvolvimento local, a cidadania ativa, a igualdade e a coesão social na sociedade portuguesa, enquanto pilares de uma sociedade mais justa, equitativa, solidária e sustentável.

VISÃO
Ser reconhecida pela sociedade civil e pelo estado, como a organização de referência promotora do desenvolvimento integrado, na diversidade de contextos, organizações e territórios.

POLITICA
Ser laica, apartidária, autónoma do estado e promotora de interesses coletivos e representativos da sociedade civil;
Ser uma organização de pontes para a convergência e concertação das organizações da sociedade civil, cidadãos e cidadãs, no reforço do interesse comum junto do estado;
Assumir a sua identidade na diversidade de organizações, indivíduos, territórios e contextos de atuação, e daí, destacar a multiplicidade de modelos de desenvolvimento local;
Assumir a pluralidade de opiniões e modelos de atuação enquanto desafio inerente à promoção do desenvolvimento integrado e coesão social;
Assumir novos desafios com base em lógicas de “ação-investigação”, de interesse comum, resultantes da inovação experimentada enquanto processo e na experiência dos agentes de desenvolvimento da REDE Animar, consolidadas na produção documental de pareceres ou posições fundamentadas rigorosas, pertinentes e construtivas;
Assumir uma posição ecocêntrica (humanidade como parte igual da natureza e não dominante), através da educação para o desenvolvimento, da cidadania ativa e na promoção da economia social e solidária enquanto pilares estruturantes do desenvolvimento local e territorial;
Acreditar numa sociedade mais justa, equitativa e sustentável reconhecendo que a Animar do futuro, terá em consideração o valor que acrescentou no passado e pelo qual se destaca no presente, e por aquele que ambiciona para o futur.

 

Redes e Parcerias

Parceiro1 CasesParceiro2 RipessParceiro3 CNESParceiro4 ComunaCarta Portuguesa para a Diversidade

Financiado Por

financiadores01financiadores02financiadores03financiadores04