Recursos

Destaques
1112 recursos encontrados

Património
Economia Social e Solidária

Em Portugal, temos assistido a uma perda significativa da população residente em zonas rurais e nos centros das grandes cidades. Este esvaziamento de população residente, que vai adensar as grandes concentrações urbanas e expandir as periferias das grandes cidades, corresponde, em muitos casos, à perda do direito ao lugar e a um aumento das desigualdades.

GRAAL
Lisboa
Cidadania e Participação
Coesão Social

As políticas neoliberais que emergiram no Reino Unido no início dos anos 80 ganharam a partir dos anos 90, na Europa, uma nova dinâmica no plano ideológico e das políticas concretas tanto no que se refere à liberalização económica e às privatizações, como no que se refere à transformação das relações laborais e regimes de emprego no sentido da chamada “flexibilização do mercado de trabalho”.

CES - Centro de Estudos Sociais Universidade de Coimbra
Coimbra
Coesão Social
Laboral/Sindical

Este Caderno do Observatório sobre Crises e Alternativas tem como objetivo principal clarificar o lugar da desvalorização interna na lógica do resgate português, avaliar as suas consequências e delinear possíveis alternativas.

CES - Centro de Estudos Sociais Universidade de Coimbra
Coimbra
Cidadania e Participação
Laboral/Sindical

O mundo do trabalho está a mudar profundamente, numa altura em que a economia global não está a criar um número suficiente de postos de trabalho. A OIT estima que os números do desemprego mundial atingiram os 201 milhões em 2014, um número superior em mais de 30 milhões ao que existia antes do início da crise global em 20081.

Organização Internacional do Trabalho
Lisboa
Cidadania e Participação
Laboral/Sindical

As profundas transformações políticas, económicas, sociais e culturais, decorrentes de dois momentos históricos recentes - o 25 de Abril de 1974 e a adesão à Comunidade Económica Europeia, em 1986 - trouxeram consigo alterações na racionalidade das políticas públicas, em geral, e nas de emprego, em particular.

CES - Centro de Estudos Sociais Universidade de Coimbra
Coimbra
Cidadania e Participação
Laboral/Sindical

Dissertação de Mestrado em Economia e Administração de Empresas.
"A presente dissertação tem por objetivo testar se existem diferenças salariais significativas entre trabalhadores temporários e restantes trabalhadores, dando seguimento à análise pioneira de Böheim e Cardoso (2007) que se debruçaram sobre o tema para o caso português no período 1995-2000.

Universidade do Porto
Porto
Cidadania e Participação
Igualdade de Oportunidades

Um debate recorrente sobre o objetvo estratégico dos princípios e direitos fundamentais no trabalho, no seguimento da Declaração da OIT sobre Justça Social para uma Globalização Justa, 2008. (Relatório VI - Sexto ponto da agenda da Conferência Internacional do Trabalho, 106ª Sessão de 2017).
 

Organização Internacional do Trabalho
Lisboa
Cidadania e Participação
Exclusão Social e Luta Contra a Pobreza

No panorama Económico Mundial verifica-se cada vez mais mudanças socioeconómicas com influência sobre o funcionamento do mercado. Nos últimos anos, o mercado de trabalho tem passado por várias transformações, desde processos de inovação tecnológica, alterações nos processos produtivos, mudanças das estruturas organizacionais e nos postos de trabalho, assim como na Gestão de Recursos Humanos (GRH).

ISCTE - Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa
Cidadania e Participação
Laboral/Sindical

O principal objetivo do estudo é o de reunir num único documento informação atualizada sobre o mercado de trabalho em Portugal e nos países europeus.

Edição de autor
Montemor-o-Novo
Legislação Portuguesa
Feminismo

A especial vulnerabilidade associada à posição ocupada pelo trabalhador no contrato de trabalho convoca, inevitavelmente, o surgimento de conflitos no seio das relações pessoais que neste se vão estabelecendo, sendo o assédio um fenómeno que emerge precisamente da desigualdade que caracteriza o vínculo laboral, necessariamente complexo na sua génese.

NOVA - Universidade Nova de Lisboa
Lisboa
Cidadania e Participação
Laboral/Sindical

De acordo com estimativas recentes publicadas pela Organização Internacional do Trabalho, todos os anos, 2,78 milhões de trabalhadores morrem devido a acidentes de trabalho e doenças profissionais (2,4 milhões dos quais devido a doenças) e 374 milhões de trabalhadores são vítimas de acidentes de trabalho não fatais. Estima-se que os dias de trabalho perdidos, a nível global, representam quase 4% do PIB mundial, atingindo os 6%, ou mais, em alguns países (Hämäläinen et al., 2017; Takala et al., 2014).

Organização Internacional do Trabalho
Lisboa
Cidadania e Participação
Exclusão Social e Luta Contra a Pobreza

Relatório sobre a evolução da contratação colectiva de trabalho em 2018, realisado pelo Centro de Relações Laborais, organismo público colegial, constituído por quatro
representantes do Ministério do Trabalho Solidariedade e Segurança Social (responsável pela área laboral), um representante de cada uma das associações patronais com assento na Comissão Permanente de Concertação Social, e dois representantes de cada uma das centrais sindicais com assento na mesma Comissão (CGTP e UGT).

Governo da República Portuguesa
Lisboa
Economia Social e Solidária
Cidadania e Participação

Realidades como a generalização da deslocalização de unidades produtivas, a polarização do emprego, associada ao crescimento das formas atípicas de trabalho, bem como os imperativos crescentes de adaptação às novas condições de competitividade global têm vindo a levantar sérios desafios às lógicas tradicionais de produção e de organização das relações laborais.

Governo da República Portuguesa
Lisboa
Feminismo
Igualdade de Género

Nesta publicação são divulgados um conjunto de dados que retratam a situação das mulheres e dos homens no mercado de trabalho em Portugal. As diversas dimensões em destaque evidenciam a realidade nacional no que respeita à (des)igualdade entre homens e mulheres no mundo laboral, sendo pretensão concorrer para o conhecimento da importância da alteração de comportamentos e atitudes e contribuir   para a tomada de decisões num quotidiano evolutivo em que variabilidade e incerteza estão sempre presentes.

CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego
Lisboa
Legislação Portuguesa
Feminismo

A Lei n.º 10/2001, de 21 de maio, incumbe o Governo de enviar anualmente à Assembleia da República, até ao fim de cada sessão legislativa, um relatório sobre o progresso da igualdade entre mulheres e homens no trabalho, no emprego e na formação profissional.

Governo da República Portuguesa
Lisboa
Economia Social e Solidária
Cidadania e Participação

Este estudo analisa indicadores de caracterização do mercado de trabalho português, cruzando-os com alguns elementos que já são conhecidos sobre a situação atual, para traçar um quadro das dinâmicas em curso, assim como das vulnerabilidades particulares, enfrentadas por grupos específicos de trabalhadores e empresas. Este exercício permite estimar quais estão a ser e quais vão ser os segmentos da força de trabalho mais afetados e de que forma o padrão de desigualdades preexistente se transformará.

CoLABOR - Laboratório Colaborativo para o Trabalho, Emprego e Proteção Social
Lisboa
Migrações, Diversidade Cultural e Interculturalidade
Intervenção Comunitária

O objectivo deste manual é oferecer aos diferentes profissionais do sistema de saúde, um conjunto de recomendações, que orientem a sua intervenção em relação aos pacientes da etnia cigana. Pretendemos com este guia contribuir para o desenvolvimento de serviços de saúde culturalmente adequados à população cigana no sentido de satisfazer os principais cuidados de saúde, reconhecendo e respeitando a sua identidade cultural.

EAPN Portugal - Rede Europeia Anti-Pobreza
Porto
Feminismo
Intervenção Comunitária

Relatório da Comissão Europeia sobre igualdade entre homens e mulheres no espaço comunitário, referente a 2008.

Comissão Europeia