As migrações internacionais e o desenvolvimento dos países de origem: impactos e políticas

As migrações internacionais e o desenvolvimento dos países de origem: impactos e políticas

Autores/as

Alexandre Abreu

Sinopse

As ligações diversas e multifacetadas entre as migrações internacionais e o desenvolvimento dos países emissores deram origem a todo um subcampo da literatura, na intersecção das areas das migrações e do desenvolvimento, designado por “nexo migrações-desenvolvimento”. Em particular, a questão central da avaliação do impacto geral positivo ou negativo da emigração sobre os processos de desenvolvimento continua a suscitar abundante controvérsia.

Editora

ACIDI

Sobre

Porém, à margem de tais conclusões gerais, numerosos governos de países emissores têm vindo ao longo das últimas décadas a implementar toda uma série de políticas com o objectivo de mobilizar o potencial da emigração e das comunidades emigradas no sentido de contribuírem para os processos internos de desenvolvimento. Assim, esta dissertação examina as relações entre as migrações internacionais e o desenvolvimento económico dos países emissores, bem como as implicações políticas dessas relações, em três momentos: em primeiro lugar, leva-se a cabo uma análise de tipo dedutivo, com base numa revisão crítica da literatura, dos impactes da emigração sobre o desenvolvimento dos países emissores tal como indiciado pelos seus impactes sobre os stocks dos diversos factores de produção (em particular, trabalho e várias formas de capital). Com vista a alcançar este objectivo, é primeiramente sugerido o recurso à “matriz migrações-desenvolvimento” – uma ferramenta analítica que é apresentada com o objectivo de auxiliar a classificação dos diversos efeitos da emigração sobre a capacidade produtiva, de acordo com o momento lógico do processo migratório em que ocorrem e com o factor produtivo afectado. Em segundo lugar, procede-se a uma tentativa de formalização das conclusões procedentes da discussão realizada nos capítulos anteriores com vista à apresentação de um versão preliminar de um modelo geral “migrações-desenvolvimento”. Finalmente, apresenta-se uma recensão de algumas das políticas mais comuns e/ou interessantes que têm vindo a ser adoptadas com o objectivo de maximizar os benefícios e minimizar os custos associados ao nexo migrações-desenvolvimento. O objectivo último deste trabalho consiste, assim, em reexaminar os contributos da literatura “migrações-desenvolvimento” a partir de uma perspectiva especificamente macroeconómica, de modo a contribuir para uma melhor compreensão de um dos mais cruciais e controversos aspectos da globalização.

Data de edição

Novembro, 2009

N.º de páginas

180

Suporte/Formato

Publicação

Um recurso da entidade

ACIDI - Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural
Lisboa

Classificado em

Migrações, Diversidade Cultural e InterculturalidadeDesenvolvimentoEconomia e Gestão

Ficheiros:

tese_28.pdf (2 MB)