O que terá o 25 de Abril a ver com as causas feministas?

20/04/2021 |
O que terá o 25 de Abril a ver com as causas feministas?

Qual terá sido a opressão vivida pelas mulheres num regime que negava a liberdade a todos os seus cidadãos e cidadãs e que oprimia duplamente as mulheres: à asfixia fascista aliava-se o poder patriarcal. O 25 de Abril trouxe a liberdade e abriu o caminho para que as mulheres pudessem ver drasticamente alargados os seus direitos: ao corpo, ao trabalho, aos bens, etc.

 

A sessão Mulheres e Liberdade parte desta dupla opressão a partir dos livros de duas escritoras: Isabel Lindim, jornalista e autora de Mulheres de Armas, que recupera memórias da ditadura e dá relevo à ousadia de mulheres que lutaram contra um regime violento, fazendo também algo que se supunha reservado aos homens, e Ana Cristina Silva, escritora e autora de As Longas Noites de Caxias onde se cruzam mulheres prisioneiras e as mulheres da PIDE que as torturavam.

Das conquistas já alcançadas ao caminho que nos falta fazer percorrer, num tempo em que crescem populismos tóxicos, este debate será uma oportunidade de reflexão colectiva e de reforço das nossas energias na construção de uma sociedade mais democrática.

O debate conta com a participação da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro na abertura. Intervirão ainda Graça Rojão, presidente da CooLabora, Isabel Lindim, jornalista, e Ana Cristina Silva, escritora. A moderação será feita por Rui Sena, Director Artístico do Teatro Municipal da Covilhã. No encerramento estará Regina Gouveia, Vereadora da Câmara Municipal da Covilhã. A autarquia, a UBI e a Quarta Parede são parceiras desta organização que faz parte do projecto Rasgar Silêncios.

Devido à pandemia, a sessão decorre online, no Zoom, dia 25 de Abril, às 15 horas.