header mobile
  • Início
  • Noticias
  • Apresentação da Conta Satélite da Economia social e do Inquérito ao Trabalho Voluntário

Apresentação da Conta Satélite da Economia social e do Inquérito ao Trabalho Voluntário

0 5

Votação deste artigo: 0 Votos

No dia 19 de julho, no Instituto Nacional de Estatística, decorreu a conferência de apresentação da Conta Satélite da Economia Social (CSES, 2016) e do Inquérito ao Trabalho Voluntário (ITV, 2018).

A Conta Satélite da Economia Social resulta do protocolo dre colaboração estabelecido entre o Instituto Nacional de Estatística (INE) e a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES).

Após uma breve introdução, por parte de Francisco Lima, Presidente do Conselho Diretivo do INE, a conferência foi dividida em duas partes, a saber: dados da Conta Satélite da Economia Social 2016 e dados da Plataforma Portugal Voluntário.

O enquadramento concetual relativo à Economia Social foi feito por Francisco Silva, Diretor-Geral da Confederação Portuguesa da Economia Social (CPES), o qual reforçou a importância da Conta Satélite para a Economia Social (CSES) no apoio ao trabalho da CPES para influenciar as políticas comunitárias a favor da Economia Social. Em seguida, Cristina Ramos, Diretora do Serviço de Contas Satélite do INE, apresentou os resultados finais, comparando-os com os dados relativos à CSES 2013. É possível consultar os dados sobre os atores da economia social e os indicadores de performance no Destaque do INE.

Na segunda parte, Carla Ventura, Vice-Presidente da Direção da CASES, fez o enquadramento institucional do voluntariado em Portugal do ponto de vista da Plataforma Portugal Voluntário e tendo em conta as linhas de apoio financeiro à capacitação de voluntários/as e organizações. Depois, Cristina Ramos expôs os resultados do Inquérito ao Trabalho Voluntário sublinhando as novidades na conceptualização e na recolha de dados, bem como as estratégias para medir o seu valor económico do voluntariado.Além disso, assinalou o facto de apesar de Portugal estar muito abaixo da média europeia, o trabalho voluntário confirma-se uma componente fundamental da Economia Social.

No final, o Presidente da Direção da CASES, Eduardo Graça, que presidiu à Sessão de Encerramento, reafirmou a relevância de haver dados reais e atualizados sobre o setor da Economia Social, conferindo a visibilidade e a credibilidade necessárias à afirmação internacional do sector.

Com a edição de 2016 da CSES, disponibiliza-se informação estatística mais atualizada para uma avaliação exaustiva da dimensão económica e das principais características da Economia Social (ES) em Portugal. As duas edições anteriores da CSES foram relativas aos anos de 2013 e 2010.

--------------------------------

Resumo da CSES

Em 2016, o Valor Acrescentado Bruto (VAB) da Economia Social representou 3,0% do VAB da economia, tendo aumentado 14,6%, em termos nominais, face a 2013. Este crescimento foi superior ao observado no conjunto da economia (8,3%), no mesmo período.

A Economia Social representou 5,3% das remunerações e do emprego total e 6,1% do emprego remunerado da economia nacional. Face a 2013, as remunerações e o emprego total da Economia Social aumentaram, respetivamente, 8,8% e 8,5%, evidenciando maior dinamismo que o total da economia (7,3% e 5,8%, respetivamente).

Por grupos de entidades da Economia Social, as Associações com fins altruísticos evidenciavam-se em número de entidades (92,9%), VAB (60,1%), Remunerações (61,9%) e Emprego remunerado (64,6%).

Conta Satélite da Economia Social (edição 2019)

Social Economy Satellite Account

Quadros da Conta Satélite

CVS

--------------------------------

Inquérito ao Trabalho Voluntário 2018

O Inquérito ao Trabalho Voluntário (ITV) 2018 constituiu um módulo autónomo do Inquérito ao Emprego referente ao 3.º trimestre de 2018. Incidiu sobre variáveis fundamentais para a caraterização do voluntariado, nomeadamente o número de voluntários, características sociodemográficas, enquadramento institucional, tipo de tarefa e número de horas de trabalho dedicadas.
Relembre-se que em 2013 o INE divulgou os resultados do Inquérito ao Trabalho Voluntário 2012 (ITV 2012), que constituiu um inquérito piloto.

Resumo do Inquérito ao Trabalho Voluntário

A taxa de voluntariado em 2018 foi de 7,8%, tendo cerca de 695 mil pessoas da população residente com 15 ou mais anos participado em, pelo menos, uma atividade formal e/ou informal de trabalho voluntário. A taxa de voluntariado feminina foi superior à masculina (8,1% vs. 7,6%). O escalão etário predominante foi o dos 15-24 anos (11,3%). A participação no trabalho voluntário aumentou progressivamente com o nível de escolaridade (15,1% nos indivíduos com ensino superior). A taxa de voluntariado foi superior nos indivíduos desempregados (10,5%) e solteiros (9,1%).

Inquérito ao Trabalho Voluntário (edição 2019)

Survey on Volunteer Work 2018

Quadros ITV

CVS 

 

Financiado Por

financiadores02financiadores03financiadores04

Redes e Parcerias

Parceiro1 CasesParceiro2 RipessParceiro3 CNESParceiro4 ComunaCarta Portuguesa para a Diversidade