header mobile

A promoção da igualdade - avaliação dos postos de trabalho sem enviesamento de género (Guia Prático)

0 5

Votação deste artigo: 0 Votos
Autor: OIT
Edição: Geurau Internacional do Trabalho
Genebra, 2011

 

 

 

As significativas desigualdades salariais entre homens e mulheres constituem uma das mais persistentes características dos mercados de trabalho um pouco por todo o mundo. Apesar da diferença salarial ter registado algumas reduções, as mulheres, em média, continuam a receber salários inferiores aos dos homens. Esta tendência Esta tendência mantém-se, não obstantes os progressos significativos registados pelas mulheres em termos de formação e experiência laboral.

A diferença salarial entre homens e mulheres tem inúmeras causas e a discriminação na remuneração em razão do sexo é uma delas. A Convenção (nº. 100) da OIT relativa à Igualdade de Remuneração, de 1951, uma das oito normas fundamentais da OIT, procura abordar a questão da discriminação salarial assegurando que mulheres e homens recebam uma remuneração igual não apenas por um trabalho igual ou similar, mas por um trabalho de valor igual.

O processo pelo qual os métodos de avaliação de postos de trabalho são desenvolvidos e aplicados é, no mínimo, tão importante como o conteúdo técnico dos referidos métodos, dada a possibilidade de surgirem enviesamentos de género involuntários em qualquer fase da sua concepção e utilização. O objectivo desta publicação é evitar que estes problemas ocorram, constituindo um guia sistemático sobre a melhor forma de desenvolver e aplicar um método de avaliação de postos de trabalho sem enviesamento de género.

O presente Guia foi elaborado no âmbito do Acompanhamento do Plano de Acção relativo à Eliminação da Discriminação (2004-2007), da OIT, de que resultou o primeiro Relatório global sobre o assunto intitulado Time for Equality at work. Pretende dar resposta a um número crescente de pedidos de apoio técnico neste domínio formulados por entidades governamentais, organizações de trabalhadores e entidades tripartidas que lidam com questões laborais e de género.

PromocaoIgualdadeGuia2011

 

 

 

 

 

 

Recomendamos

Financiado Por

financiadores02financiadores03financiadores04

Redes e Parcerias

Parceiro1 CasesParceiro2 RipessParceiro3 CNESParceiro4 ComunaCarta Portuguesa para a Diversidade