header mobile

Os 13 projetos que simbolizam a aposta real na sustentabilidade (Jornal de Notícias, 30/11/2019)

0 5

Votação deste artigo: 0 Votos

Ana Costa Freitas, reitora da Universidade de Évora, nomeou os 13 finalistas da categoria de Sustentabilidade e garantiu que em todos os projetos que analisou há preocupação real com este tema

Ana Costa Freitas confessou que, apesar dos bons indicadores gerais apresentados pelo tecido socioeconómico na relação com a necessidade da sustentabilidade ambiental, cultural e económica, ainda há uma diferença entre o discurso e a prática. "A sustentabilidade é transversal, a preocupação com a sustentabilidade não é", assumiu a reitora da Universidade de Évora, membro do júri dos Prémios Notáveis Agro Santander 2020.

Licenciada em Agronomia e doutorada em Biotecnologia Alimentar, além de ex-conselheira da Comissão Europeia entre 2011 e 2013, a académica elegeu os 13 finalistas da categoria de Sustentabilidade. A gala de entrega dos Prémios Notáveis Agro Santander 2020 será a 25 de fevereiro de 2020, no Auditório Santander, em Lisboa, e inclui um total de 85 nomeados em cinco categorias.

"Não foi fácil fazer esta seleção, havia muitos projetos de grande valor. A sustentabilidade é transversal a todas as categorias. Toda a gente fala de sustentabilidade, por isso era preciso definir o que é sustentabilidade. A sustentabilidade é transversal, a preocupação com a sustentabilidade não é transversal", explicou a reitora.

"Há pouco tempo, não vi notícias nos media da manifestação do mundo rural", disparou. Ou seja, uma das questões fundamentais para a transposição da preocupação teórica e a sua transposição para a prática da sustentabilidade passa, também, pela forma como é passada com eficiência a mensagem das práticas do setor agrícola.

"É interessante o banco ter estes prémios, que demonstra o que de bom se faz no setor. A agricultura tem evoluído muito, naturalmente, porque o mundo avança e a agricultura também", resumiu Ana Costa Freitas. "A diferença no mundo atual é a velocidade a que vivemos, a inovação permanente.

Espero que haja uma preocupação geral com a sustentabilidade. A palavra vende bem, digamos. Mas é preciso que haja preocupação das indústrias e das pessoas. Nestes projetos que analisei, há essa preocupação", concluiu.


AS 13 EMPRESAS NOMEADAS
A escolha das 13 empresas e projetos nomeados na categoria Sustentabilidade ficou a cargo da reitora, que nesta quinta-feira as apresentou publicamente no Work Café Santander, em Lisboa. E são elas a Delta Cafés (Cápsulas de café 100% biodegradáveis e sem plástico); Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (Garantir vinhos mais sustentáveis); Animar - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local (Aldeias Sustentáveis e Ativas); EDIA (Valorizar resíduos de plástico); Associação de Recursos Hídricos (Calcular a pegada hídrica); Herdade da Camoeira (Gestão sustentável do montado no combate às alterações climáticas); Sociedade Agrícola do Freixo do Meio (O montado tem novo design); Algaplus (Produzir algas em aquacultura); Aromas e Boletos (Cogumelos silvestres e ecológicos); KM O Montemorense (Produzir local e tradicionalmente); HNV Link (Agricultura de elevado valor); Instituto Politécnico de Portalegre (Métodos para produzir forragens em sementeira direta); Cereja do Fundão (Juntar cereja, mel e carqueja).

 

Recomendamos

Financiado Por

financiadores02financiadores03financiadores04

Redes e Parcerias

Parceiro1 CasesParceiro2 RipessParceiro3 CNESParceiro4 ComunaCarta Portuguesa para a Diversidade