header mobile

Voluntários em Serviço Voluntário Europeu: Em acção pelas Escolas! (Região de Rio Maior, 15/4/2016)

0 5

Votação deste artigo: 0 Votos

O RANCHO FOLCLÓRICO de Chãos esteve presente, no passado dia 6 de Abril, na Escola Profissional de Rio Maior e, no passado dia 9 de Abril, no Centro Escolar de Benedita.
Na Escola Profissional de Rio Maior, os voluntários partilharam a sua experiência enquanto voluntários na associação Rancho Folclórico de Chãos, as razões porque concorreram para Portugal, para a nossa associação, sobre o que têm aprendido e os seus conselhos para que estes jovens possam também querer participar numa experiência similar. Também foi partilhada informação sobre o Erasmus+, os programas em que podem participar e fotografias e vídeos do que tem sido feito pela associação e pelos voluntários em Serviço de Voluntariado Europeu... o resultado? Muitas perguntas, muito interesse e muita curiosidade! Esperamos que também eles queiram um dia ser voluntários e fazer a diferença noutro lugar e em si mesmos!

No Centro Escolar de Benedita, os voluntários tiveram, mais uma vez, a oportunidade de partilhar a sua cultura com os mais novos, alunos do 4º ano de escolaridade, tendo sido muito bem recebidos.
Deste modo, pudemos esbater os preconceitos contra o Islão, pudemos falar sobre os refugiados, os terroristas... as perguntas foram sempre surgindo da parte dos mais novos, e os nossos voluntários estiveram sempre à altura para esclarecer, educar e formar. Assim, a Gunes, oriunda da Turquia fez a apresentação de todas as diferenças e especificidades da sua cultura, desde a comida tradicional, aos instrumentos musicais e música tradicional, podendo as crianças juntarem-se a ela e aprenderem as suas danças. Com o Florian, natural da França, tiveram a possibilidade de mostrar o que conheciam da França e ainda aprender mais sobre os hábitos dos franceses. Por último, com a Mariam, puderam conhecer o alfabeto arménio de 39 letras, as lendas do seu país, o artesanato, as celebrações religiosas, e conhecer as especificidades da Igreja Católica Apostólica, fundada naquele país por quatro apóstolos.

A importância destas acções revela-se essencial para sensibilizarmos para o respeito e para a tolerância, promovendo assim a formação cívica nestas crianças. São estas acções que nos permitem, num contexto natural, poder esclarecer as dúvidas, desmistificar as ideias pré-concebidas, ao mesmo tempo que a sua curiosidade é aguçada e satisfeita com tudo o que é trazido e partilhado, pelos nossos voluntários.

O resultado destas duas visitas? Foi o pedido de regressarmos novamente! Lá estaremos!

(Agradecemos a todos os professores envolvidos, de ambas as Escolas, porque são eles que nos dão espaço para esta partilha, e que nos permitem assim criar dinâmicas de acção com as crianças e jovens, contribuindo assim para um estreitamento das relações de cooperação entre a associação e as Escolas).

Raquel E. F. Ezequiel

 

Recomendamos

Financiado Por

financiadores02financiadores03financiadores04

Redes e Parcerias

Parceiro1 CasesParceiro2 RipessParceiro3 CNESParceiro4 ComunaCarta Portuguesa para a Diversidade